Alimento natural ou Ração.

Bulldog Inglês come de tudo.

O que oferecer a seu Bulldog Inglês!!  Ração ou Alimento natural??

Hoje em dia existem tantas opções de ração, tanta publicidade, tantas opiniões e informações díspares.

Que se torna muito complicado distinguir o que é, realmente, uma boa escolha para a alimentação do seu cão.

Mas não desespere, para as necessidades específicas do Bulldog Inglês, você vai saber qual melhor ração.

Depois de ler este artigo e saberá identificar nas suas compras.

Como já deve saber, o Bulldog Inglês é um animal, com necessidades nutricionais muito específicas.

Contudo, se for bem alimentado, ele pode ter uma excelente qualidade de vida e longevidade.

Mas qual é afinal a melhor ração para o Bulldog?

Existem várias rações de qualidade, e é importante que saiba reconhecer as necessidades específicas do seu gordo e ir adaptando a sua ração as várias fases da vida dele.

Contudo, existe um conjunto de características que todas as rações que você escolha devem cumprir:

– Conter proteínas de alta digestibilidade.

Algumas proteínas presentes nas rações facilitam a digestão e ajudam a reduzir os odores. As vísceras e as carnes são em geral as melhores fontes destas proteínas, uma vez que são facilmente digeríveis pelo seu Bulldog e têm uma proporção ótima dos aminoácidos desejados.

Quando for escolher a ração, procure uma que tenha no seu rótulo ingredientes como frango, cordeiro, peixe ou ovos, por exemplo.

– Ser “grain free”, ou seja, sem grãos.

Os grãos e seus subprodutos não são bem digeridos pelos cães e são responsáveis por desencadear problemas digestivos e alergias.

Muitas vezes, as rações industrializadas que contêm milho, soja ou trigo são as mais baratas, mas não são, de todo, uma boa opção para o seu companheiro.

– Ter vitaminas que ajudem ao bom funcionamento do seu sistema cardiorrespiratório.

Certas vitaminas, como a vitamina C e a vitamina E contribuem para reforçar o sistema cardiorrespiratório do seu gordo e reduzem o stress oxidativo.

Por isso, quando encontrar uma ração que contenha estas vitaminas, fique alerta, pois é possível que seja uma boa opção.

– Conter ácidos graxos ou gordos.

Para a manutenção da camada cutânea do seu Bulldog é necessária uma ração com ácidos gordos essenciais.

Como, por exemplo, ómega 3 e 6, colagénio hidrolisado, biotina e zinco.

– Não ser gordurosa.

O Bulldog Inglês é um cão com uma grande propensão à obesidade.

Por isso nunca deve escolher uma ração que contenha alimentos gordurosos como carne gorda, por exemplo.

Se a ração que está analisando cumprir com estes requisitos, é sinal que é uma ração adequada às necessidades do seu Bulldog Inglês.

Ração.

Mas além de cumprirem estes requisitos, não se pode esquecer de que as melhores rações são aquelas que são desenhadas para a faixa etária em que o seu Bulldog Inglês se encontra.

Sobretudo, o seu gordo só é considerado adulto quando atinge 1 ano de idade.

Portanto, antes dessa idade ele deve sempre alimentar-se com ração para filhote, de modo a garantir um crescimento saudável.

Pode acontecer.

E se o gordo simplesmente não gostar de ração industrializada?

Um Bulldog saudável, não tem qualquer tipo de intolerância, mas, mesmo sem mostrar sinais de estar doente.

Ele parece simplesmente não gostar daquela ração que você comprou com todo o carinho e dedicação?

Sim, pode acontecer, mesmo quando a ração que você comprou é a mais adequada para as necessidades biológicas dele.

Há cães que não apreciam as rações artificiais, não gostam do seu sabor nem da sua textura.

Aposte.

Nestas situações, pode sempre experimentar outras rações com igual valor nutricional ou, caso consiga investir um pouco mais de tempo no seu amigo, pode apostar na alimentação natural.

Apesar de não ser tão cômoda, já que não é tão simples e rápida de preparar, a alimentação natural pode trazer vários benefícios ao seu gordo.

Para administrar uma alimentação natural ao seu Bulldog Inglês, deve primeiro informar-se muito bem sobre quais os alimentos proibidos e quais os que deve sempre incluir na dieta.

Vantagens.

– Uma das vantagens da alimentação natural é poder variar muito mais no tipo de alimentos que podemos dar ao nosso animal.

A facilidade na digestão e a melhoria do sabor, e a maior quantidade de água presente nos alimentos naturais torna a digestão mais fácil e torna os alimentos mais cativantes no que diz respeito ao paladar.

Outra vantagem, é a garantia de que não há aditivos químicos duvidosos.

E também a diminuição dos odores das fezes e dos gases.

Não esquecer.

Saiba, que as vantagens da alimentação natural são muitas, mas não se pode esquecer que este tipo de alimentação requer muita mais atenção e trabalho da sua parte.

Todos os dias tem de preparar a comida do seu animal tendo em consideração alguns cuidados:

– Cozinhar as carnes, é prefirivel não dar carne crua ao animal.

– Estar muito bem informado, é saber quais os alimentos proibidos e quais as necessidades nutricionais que tem de conseguir cumprir.

Não misturar.

– Não misturar ração com comida caseira, é melhor optar por um ou pelo outro para evitar desequilíbrios.

No entanto nada proíbe de dar ração numa manhã e depois a tarde dar alimentos naturais.

Mas tendo sempre em atenção as doses.

– Dar uma atenção às gorduras, você deve ter este fator em consideração por causa da sensibilidade intestinal.

Bem formulada.

Se você optar por oferecer uma alimentação natural para o seu gordo, e se a dieta estiver bem formulada e balanceada.

Também fornecerá tudo que seu cão precisa para ser saudável, a dieta caseira tem a vantagem de oferecer todos os nutrientes e vitaminas que o alimento é composto.

Apenas, não confundir alimentação natural com vegetariana, muito menos vegana.

Longe do ideal.

Embora até seja possível alimentar cães sem carnes, e longe do ideal por motivos fisiológicos.

Cães evoluíram ao longo de milênios como predadores e continuaram consumindo carne ao nosso lado desde sua domesticação, há 30 mil anos.

Eles simplesmente não possuem adaptações para assimilarem bem uma dieta baseada em proteínas vegetais.

Observando, portadores de quadros crônicos podem requerer dietas especiais, com restrições e adições que auxiliam no controle do problema.

Na dúvida, consulte sempre o veterinário do seu amigão.

Se depois de um check-up completo o veterinário achar que seu gordo está apto a receber uma dieta natural, vá em frente!!

Posts Relacionados

Estamos Abertos!!

Estamos abertos com os devidos Cuidados!! Continuamos a cumprir com todas as nossas responsabilidades servindo os nossos clientes. O bem-estar dos nossos bulldogs, clientes e colaboradores

Continue lendo